Artigos

A redução das mamas pode alterar os exames de mamografia?

13 de novembro de 2019

Esta foi uma das perguntas que uma das minhas pacientes com desejo de realizar uma mamoplastia redutora me fez. Ela estava preocupada pois tinha um histórico familiar de câncer de mama e realiza exames periódicos de mamografia para detectar qualquer tipo de alteração nas mamas suspeitas de serem malignas.

Estudo publicado na revista científica Jornal Europeu do Câncer analisou mais de 350 mil mamografias de mais de 85 mil mulheres e concluiu que a cirurgia plástica da mama pode diminuir a sensibilidade de detecção do câncer de mama pela mamografia de 73% para 63%, uma redução de 10% (referência do estudo abaixo). Essa redução da sensibilidade do exame de mamografia seria devido a alterações que a cirurgia plástica das mamas poderia produzir no tecido mamário. Expliquei para a paciente que, para ajudá-la a evitar prejuízos futuros na detecção do câncer de mama através da mamografia, seria importante ela realizar uma nova mamografia 6 meses após a cirurgia plástica mamária, pois esta mamografia poderia servir de base para comparação com as outras mamografias que ela irá realizar ao longo da vida. Tendo essa mamografia realizada 6 meses após a cirurgia plástica em mãos, o radiologista poderá, com mais segurança, saber quais alterações foram produzidas pela cirurgia plástica e assim avaliar se eventuais novas alterações que venham a aparecer em novos exames são preocupantes ou não. Já é possível realizar uma mamografia 6 meses após a cirurgia plástica e ela não causa nenhuma alteração no resultado cirúrgico. A paciente ficou bem mais tranquila em prosseguir com o planejamento da sua cirurgia.

Na foto desta postagem, nossa equipe realizando uma mamoplastia redutora.

Um grande abraço a todos!

Dr Juan Carlos Montano Pedroso

Cirurgia Plástica em Moema

Referência: van Breest Smallenburg V, Duijm LE, Voogd AC, Jansen FH, Louwman MW. Mammographic changes resulting from benign breast surgery impair breast cancer detection at screening mammography. Eur J Cancer. 2012 Sep;48(14):2097-103

MARQUE SUA CONSULTA